OLÁ, COMO VAI?

SOU TINNO ZANI

Um dia, o meu pai me levou ao circo pela 1ª vez. Apesar de ter me cagado de medo do palhaço, acho que foi ali que nasceu o desejo de ser artista. Nunca me esqueci daquele picadeiro, daquelas luzes, daquela magia!

Eu tinha uma amiga imaginária. Ela se chamava “Mémi”. Minha mãe conta que eu passava horas brincando com ela no quintal de casa.

Nos tempos em que não havia bullying, meu irmão me chamava de Bobby (alusão ao Fantástico Mundo de Bobby), por eu ser doido e cabeçudo. Ah, que alegria! 😐

Uma das minhas brincadeiras favoritas era apresentar meu programa de TV. Haviam performances com grandes Hits, como este:

Comecei a trabalhar profissionalmente logo que completei 18 anos. E o meu primeiro trabalho super adulto foi: CANTAR COM O MICKEY (da Disney mesmo, e não o do Carreta Furacão 😉).

Roubei de grandes mestres da Casa de Artes Operária, Nucleo Experimental do SESI, Escola Superior de Artes Célia Helena, Inst. Stanislavsky, Be True, Estaleiro Liberdade, Fluxonomia, Eneagrama… e sigo roubando por aí.

Já são 10 anos trabalhando profissionalmente na área cultural, onde posso destacar que integrei os elencos de Miss Saigon, Jekyll & Hyde, Fame, Jesus Cristo Superstar e Nuvem de Lágrimas.

“Só por hoje” sou um multi-artista, um empreendedor cultural, um hacker-educador e um grande cara-de-pau. Acredito que quanto mais criativo eu for, mais capacidade eu terei para ajudar a construir um mundo desejável.

“O artista deve trabalhar a vida inteira, cultivar seu espírito, treinar sistematicamente os seus dons e desenvolver seu caráter; jamais deverá desesperar e nunca renunciar a este objetivo primordial: amar sua arte com todas as forças e amá-la sem egoísmo”.